Cuiabá - MT | Quinta-Feira, 29 de Julho de 2021

Saiba quanto cresceu a população de Cuiabá conforme novo censo do IBGE

Saiba quanto cresceu a população de Cuiabá conforme novo censo do IBGE

Cuiabá apresentou taxa de crescimento inferior a 1% no período de um ano e segue entre as 20 maiores capitais

Cuiabá chegou a 612.547 habitantes e segue como a 20ª capital mais populosa do país, segundo a estimativa de população divulgada na tarde desta quinta-feira (28), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Conforme os novos dados, esses números representam um acréscimo superior a 5 mil moradores na população que era de 607.153 no ano passado, refletindo uma pontuação de 0,89% na taxa de crescimento no período de um ano (2018-2019).

Junto à região metropolitana de Cuiabá, Várzea Grande apresentou taxa de crescimento superior a 1%, com o acréscimo de quase 3 mil habitantes e passou de 282.009 habitantes para 284.971, este ano. Juntas, Cuiabá e Várzea Grande somam 897.518 pessoas, o equivalente à 15ª capital mais populosa do país que hoje é Campo Grande (MS), que totaliza ‬895.982 moradores e teve um crescimento de 1,16%.

Entre os maiores municípios do interior, Rondonópolis aparece como a cidade que mais cresceu no último ano, chegando à população de 232.491 habitantes, em acréscimo de quase 4 mil moradores. A cidade registrava 228.857 habitantes no censo anterior. Tangará da Serra também apresentou um bom crescimento, saindo dos 101.764 moradores em 2018 para 103.750 este ano. Se firmou como a quinta maior cidade do Estado.

Já a próspera Sinop, que vinha em uma escalada de crescimento assustadora nas duas últimas décadas, teve sua população elevada discretamente em mais de 3 mil habitantes, saltando de 139.935 para 142.996 habitantes, se mantendo como a quarta maior cidade do Estado. Por outro lado, o município de Cáceres segue crescendo a passos bem lentos. Do ano passado para cá, foram adicionados menos de 500 moradores, o que fez o município ir para 95.376 habitantes.

Entre os 5.570 municípios brasileiros, Mato Grosso ainda tem um que está entre os menores. Araguainha, com 935 habitantes, é o terceiro menor do país, atrás somente de Serra da Saudade (MG) com 781 e Borá (SP), que tem 837 habitantes.

Confira a nova estimativa de população das cidades brasileiras

RANKING NACIONAL

O IBGE divulgou nesta quarta-feira (28), as estimativas das populações residentes nos 5.570 municípios brasileiros, com data de referência em 1º de julho de 2019. Estima-se que o Brasil tenha 210,1 milhões de habitantes e uma taxa de crescimento populacional de 0,79% ao ano, apresentando queda do crescimento quando comparado ao período 2017/2018, conforme a Projeção da População 2018.

Com 12,25 milhões de habitantes, São Paulo é o município mais populoso do Brasil

O município de São Paulo continua sendo o mais populoso do país, com 12,25 milhões de habitantes, seguido pelo Rio de Janeiro (6,72 milhões de habitantes), Brasília (3,0 milhões) e Salvador (2,9 milhões). Juntos, os 17 municípios brasileiros com população superior a um milhão de pessoas somam 46,1 milhões de habitantes ou 21,9% da população do Brasil.

No ranking dos estados, os três mais populosos estão na região Sudeste, enquanto os cinco menos populosos estão na região Norte. O maior deles é São Paulo, com 45,9 milhões de habitantes, concentrando 21,9% da população do país. Roraima é o estado menos populoso, com 605,8 mil habitantes (0,3% da população total).

As estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União para o cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos. Esta divulgação anual obedece ao artigo 102 da Lei nº 8.443/1992 e à Lei complementar nº 143/2013.

As populações dos municípios foram estimadas por procedimento matemático e são o resultado da distribuição das populações dos estados, projetadas por métodos demográficos, entre seus diversos municípios. O método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010) e ajustadas. As estimativas municipais também incorporam alterações de limites territoriais municipais ocorridas após 2010.

A tabela com a população estimada para cada município foi publicada no Diário Oficial da União (D.O.U.) de hoje. A nota metodológica e as estimativas das populações para os 5.570 municípios brasileiros e para as 27 unidades da federação podem ser consultadas à direita.

Em 2019, pouco mais da metade da população brasileira (57,4% ou 120,7 milhões de habitantes) se concentra em apenas 5,8% dos municípios (324 municípios), que são aqueles com mais de 100 mil habitantes. Já os 48 municípios com mais de 500 mil habitantes concentram quase 1/3 da população (31,7%, ou 66,5 milhões de pessoas).

Por outro lado, na maior parte dos municípios (68,2%, ou 3.670 municípios), com até 20 mil pessoas, residem apenas 15,2% da população do país (32,0 milhões de pessoas).

Dos 17 muncípios com população superior a um milhão de habitantes, 14 são capitais estaduais. Esses municípios concentram 21,9% da população do País. O município de São Paulo continua sendo o mais populoso do país, com 12,25 milhões de habitantes, seguido pelo Rio de Janeiro (6,72 milhões), Brasília (3,0 milhões) e Salvador (2,9 milhões).

MUNICÍPIOS COM MAIS DE 1 MILHÃO DE HABITANTES
ORDEM UF MUNICÍPIO POPULAÇÃO 2019
SP São Paulo 12.252.023
RJ Rio de Janeiro 6.718.903
DF Brasília 3.015.268
BA Salvador 2.872.347
CE Fortaleza 2.669.342
MG Belo Horizonte 2.512.070
AM Manaus 2.182.763
PR Curitiba 1.933.105
PE Recife 1.645.727
10º GO Goiânia 1.516.113
11º PA Belém 1.492.745
12º RS Porto Alegre 1.483.771
13º SP Guarulhos 1.379.182
14º SP Campinas 1.204.073
15º MA São Luís 1.101.884
16º RJ São Gonçalo 1.084.839
17º AL Maceió 1.018.948
TOTAL 46.083.103
% em relação ao total Brasil 21,9%
TOTAL BRASIL 210.147.125
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas – DPE, Coordenação de População e Indicadores Sociais – COPIS.

Excluindo-se as capitais, 25 municípios brasileiros possuem mais de 500 mil habitantes. Esses municípios estão nos estados de São Paulo (8), Rio de Janeiro (6), Minas Gerais (3), Pernambuco, Bahia, Santa Catarina, Goiás, Paraná, Pará, Espírito Santo e Rio Grande do Sul.

Guarulhos é a maior cidade não capital do Brasil com mais de 1,3 milhões de habitantes
OS MUNICÍPIOS COM MAIS DE 500 MIL HABITANTES, EXCETO CAPITAIS
ORDEM UF MUNICÍPIO POPULAÇÃO 2019
SP Guarulhos 1.379.182
SP Campinas 1.204.073
RJ São Gonçalo 1.084.839
RJ Duque de Caxias 919.596
SP São Bernardo do Campo 838.936
RJ Nova Iguaçu 821.128
SP São José dos Campos 721.944
SP Santo André 718.773
SP Ribeirão Preto 703.293
10º PE Jaboatão dos Guararapes 702.298
11º SP Osasco 698.418
12º MG Uberlândia 691.305
13º SP Sorocaba 679.378
14º MG Contagem 663.855
15º BA Feira de Santana 614.872
16º SC Joinville 590.466
17º GO Aparecida de Goiânia 578.179
18º PR Londrina 569.733
19º MG Juiz de Fora 568.873
20º PA Ananindeua 530.598
21º ES Serra 517.510
22º RJ Niterói 513.584
23º RJ Belford Roxo 510.906
24º RS Caxias do Sul 510.906
25º RJ Campos dos Goytacazes 507.548
TOTAL 17.840.193
% em relação ao total Brasil 8,5%
TOTAL BRASIL 210.147.125
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas – DPE, Coordenação de População e Indicadores Sociais – COPIS.

Entre os municípios menos populosos, há 25 municípios com população inferior a 1.500 habitantes, sendo que três deles possuem população inferior a 1.000 habitantes. São eles: Serra da Saudade (MG) com 781 habitantes; Borá (SP), com 837 habitantes e Araguainha (MT), com 935 habitantes.

Considerando a composição das Regiões Metropolitanas de 31 de dezembro de 2018, a Região Metropolitana de São Paulo, em 1º de julho de 2019, é a mais populosa, com 21,7 milhões de habitantes, seguida da Região Metropolitana do Rio de Janeiro (12,8 milhões de habitantes), da Região Metropolitana de Belo Horizonte (6,0 milhões de habitantes) e da Região Integrada de Desenvolvimento (RIDE) do Distrito Federal e Entorno (4,6 milhões de habitantes).

As 28 Regiões Metropolitanas, RIDEs e Aglomerações Urbanas que superam 1 milhão de habitantes em 2019 somam 99,8 milhões de habitantes.

Reunidas, as 27 capitais superam os 50 milhões de habitantes, representando, em 2019, 23,86% da população total do País. A capital com maior taxa de crescimento geométrico no período 2018-2019 é estimada para Boa Vista, 6,35%, e, a menor, para Porto Alegre, com 0,32% de crescimento.

POPULAÇÃO DAS CAPITAIS EM ORDEM DECRESCENTE DE POPULAÇÃO
ORDEM UF NOME DO MUNICÍPIO POPULAÇÃO 2019 TCG
SP São Paulo 12.252.023 0,62%
RJ Rio de Janeiro 6.718.903 0,45%
DF Brasília 3.015.268 1,36%
BA Salvador 2.872.347 0,53%
CE Fortaleza 2.669.342 0,99%
MG Belo Horizonte 2.512.070 0,42%
AM Manaus 2.182.763 1,74%
PR Curitiba 1.933.105 0,83%
PE Recife 1.645.727 0,48%
10º GO Goiânia 1.516.113 1,36%
11º PA Belém 1.492.745 0,47%
12º RS Porto Alegre 1.483.771 0,32%
13º MA São Luís 1.101.884 0,66%
14º AL Maceió 1.018.948 0,65%
15º MS Campo Grande 895.982 1,16%
16º RN Natal 884.122 0,74%
17º PI Teresina 864.845 0,40%
18º PB João Pessoa 809.015 1,09%
19º SE Aracaju 657.013 1,24%
20º MT Cuiabá 612.547 0,89%
21º RO Porto Velho 529.544 1,93%
22º AP Macapá 503.327 1,96%
23º SC Florianópolis 500.973 1,62%
24º AC Rio Branco 407.319 1,54%
25º RR Boa Vista 399.213 6,35%
26º ES Vitória 362.097 1,07%
27º TO Palmas 299.127 2,49%
TOTAL CAPITAIS 50.140.133 0,84%
% em relação ao total Brasil 23,86%
TOTAL BRASIL 210.147.125
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas – DPE, Coordenação de População e Indicadores Sociais – COPIS.

O crescimento populacional do total do país, medido pela taxa geométrica de crescimento, foi de 0,79% ao ano, exprimindo queda do crescimento quando comparado ao período 2017/2018, conforme Projeção da População 2018.

Dos 5.570 municípios do país, 28,6% apresentaram redução populacional. Aproximadamente metade (49,6%) dos municípios tiveram crescimento entre zero e 1% e apenas 4,8% (266 municípios) apresentaram crescimento igual ou superior a 2%.

O grupo de municípios com até 20 mil habitantes apresentou, proporcionalmente, o maior número de municípios com redução populacional. Já no grupo de municípios entre 100 mil e um milhão de habitantes, está presente a maior proporção de municípios com crescimento superior a 1% ao ano. Os municípios com mais de um milhão de habitantes concentram crescimento entre zero e 1% ao ano. (Com informações do IBGE)