CUIABANO NEWS
Home Política Economia & Agro Cotidiano & Polícia Esportes Variedades Opinião & Artigos Vida & Estilo MT
Inserido em: 03/05/2019  10:44:17


Maior disponibilidade de milho pode levar exportações a nível recorde



soja-e-milho-1.jpg

Somando os resultados positivos da produtividade do milho (primeira safra) nos estados do Paraná e de Santa Catarina, a consultoria INTL FCStone revisou a estimativa de safra no ciclo 2018/19 de 28 para 28,3 milhões de toneladas, ao passo que a segunda safra de milho também foi ajustada para cima, alcançando 68,5 milhões de toneladas, um aumento de mais de 2 milhões de toneladas em relação ao número de abril.

“Além do plantio mais cedo do milho safrinha, o clima foi e continua sendo bastante favorável ao desenvolvimento das lavouras. Assim, caso esse nível de produção seja confirmado, configurará um recorde de produção no inverno”, avalia a analista de mercado da INTL FCStone, Ana Luiza Lodi.

Com a oferta elevada do cereal, com uma produção total em 96,8 milhões de toneladas, as exportações têm espaço para alcançar níveis recordes, estimadas atualmente em 32 milhões de toneladas. Contudo, destaca-se que a competição no mercado exportador deve ser acirrara, com Argentina e Ucrânia, além dos EUA.

MAIS SOJA – Em sua revisão de maio, a INTL FCStone também elevou sua estimativa de produção de soja para 116,5 milhões de toneladas, um aumento de 0,6% em relação ao número de abril. Comparando-se com o ciclo 2017/18, o volume produzido ficou 2,4% mais baixo.

Com a colheita praticamente finalizada em todo o Brasil, esse aumento da produção da oleaginosa foi motivado pela revisão da produtividade em Goiás, que passou de 3,2 para 3,41 toneladas por hectare, levando a produção do estado para 11,7 milhões de toneladas. “Esse volume fica abaixo somente do recorde alcançado no ano passado, em 11,8 milhões de toneladas”, lembra a analista Ana Luiza.

O grupo não realizou alterações nas variáveis de demanda do balanço de oferta e demanda de soja. Com o aumento da produção, os estoques finais foram estimados em 1,5 milhão de toneladas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+A -A
scroll to top